O inicial conceito de paisagem foi produzido e direcionado para a sistematização da ciência geográfica por Humbold, no século XIX, onde, segundo o seu pensamento os elementos naturais estariam todos interligados e por intermédio da paisagem era possível a verificabilidade do conjunto, ademais, ele ressaltava o caráter estético desta. Apesar disso, tal conceito caiu em desuso das discussões geográficas posteriores.[6]
Todas as vezes que tentei ser uma mulher incapaz na frente do Kristof, ele só me dizia “vai lá e faz”. Foi assim o meu curso de “mecânica express”. Não existe nada em uma bicicleta que uma mulher não possa fazer. Absolutamente nada. Se você quiser se aventurar, a mecânica da bicicleta é um mundo muito simples e lógico e passa longe de ser uma questão de gênero. Eu acho que você só aprende mecânica fuçando, por isso, acho bacana se você tem vontade de ir viajar, começar a pegar sua bicicleta e colocar a mão na massa. Eu fiz alguns cursos de mecânica para bicicleta bem antes de viajar, mas na hora que furou meu pneu, sempre teve um homem para trocar. Saber a teoria e não a prática em uma cicloviagem equivale a nada. Você precisa mesmo colocar a mão na massa!
Basicamente, este método de irrigação é usado em estufas, estufas e encostas. A irrigação do solo é a mais cara entre todas as espécies representadas em termos de recursos monetários, trabalhistas e de tempo. Atividades de irrigação para gramados garantem sua atratividade e existência normal. Se você não tem o suficiente para essa quantidade de tempo livre, é melhor instalar um sistema de irrigação automática. Além do seu tempo, economiza recursos hídricos e proporciona melhor hidratação do solo. Mas o método manual de irrigação é conhecido por ser menos dispendioso. Embora às vezes salvar não seja apropriado.
O costume de criar plantas em casa sempre foi algo comum da humanidade, independente da cultura e por incrível que pareça, mesmo nas regiões mais secas do nosso planeta, até metade da água usada por uma família pode ser dedicada aos cuidados do gramado e do jardim. Mas a boa notícia é que você pode limitar o gasto de água e desperdiçar o mínimo simplesmente mudando a hora do dia em que você irriga as plantas.

A umidificação radical pode ser usada não só pela manhã, mas também durante o dia. Economiza tempo, consumo de água e minimiza a participação humana. A principal desvantagem deste método de irrigação é a laboriosidade do processo de instalação. Mas logo todo o dinheiro e os custos de mão de obra para a irrigação por gotejamento do gramado compensam completamente.
Escolhi cuidar mais de mim, regar meu jardim, tomar meu café tranquilo. Ler um bom livro sem cafunés para atrapalhar meu raciocínio. Ouvir algo e não esperar você bater em minha porta a qualquer hora mudando de ideia e desejando viver comigo pro resto da vida. Não quero viver te querendo pro resto da vida, sem saber que a vida deve continuar mesmo não te tendo até o fim. Mesmo que o fim não seja exatamente até onde pensei que seria. Não quero ocupar minha cama agora. Não quero ter você no banco de carona, pegando embalo da dancinha do ombrinho até chegar em mim mais uma vez. Não quero ver você se espalhando em mim, nem se desfazendo debaixo do meu chuveiro. Escolhi não me desencontrar, não me deixar do outro lado. Escolhi amar e não esquecer que amor também é não se esquecer. É lembrar de mim e lembrar de você. É lembrar do você sempre, sem se esquecer de mim nunca.
E regar o jardim deve ser habilmente. Um vai derramar o jardim 3-4 vezes por verão, eo outro apenas 1-2 vezes, mas ele terá mais sentido. As árvores precisam mais de umidade quando o ovário começa a crescer e quando as frutas se tornam quase reais. Aqui neste momento e você precisa de água. Antes de regar, os círculos próximos do tambor se soltam, para que a água não role em vão, mas vá para as profundezas. E se eles decidiram regar o jardim, então para cada árvore adulta é necessário despejar pelo menos 15 a 20 baldes para absorver completamente o solo.Se você regar um pouco, isso estraga as árvores.
Controle a saída de água do sistema de irrigação. Se você instalou um sistema de irrigação com sprinklers no jardim, é importante configurá-lo de acordo com as necessidades da grama. Para medir a saída de água, espalhe algumas latinhas de comida ou canecas pelo quintal e coloque os sprinklers para funcionar por 20 minutos e use uma régua para medir a profundidade da água em todo o quintal.
Você provavelmente já sabe que para o bem do meio ambiente, assim como o seu próprio bolso, você deve controlar o uso da água. Você já pode até estar desligando a torneira quando fica se ensaboando no chuveiro e usa sua máquina de lavar apenas quando tem várias roupas acumuladas. Mas e fora de casa? Será que existe um jeito certo de economizar água ao molhar as plantas?

O estudo da paisagem cultural proporciona uma base para a classificação regional, possibilita um insight sobre o papel do homem nas transformações geográficas e esclarece sobre certos aspectos da cultura e de comunidades culturais em si mesmas. Busca diferenças na paisagem que possam ser atribuídas a diferenças de conduta humana sob diferentes culturas, e procura desvios de condições "naturais" esperadas, causados pelo homem.
"[...] a paisagem que vemos hoje não será a que veremos amanhã e nem tão pouco é a que foi vista ontem, pois a paisagem é produzida e reproduzida no decorrer do tempo, através da ação do homem e da sociedade sobre o território, levando em conta que cada ator social tem seu tempo próprio no espaço. Assim, a paisagem é por conseguinte objeto, concreto, material, físico e efetivo e é percebida através dos seus elementos, pelos nossos cinco sentidos, é sentida pelos homens afetivamente e culturalmente". (BERINGUIER, 1991, p. 7)
. Pulverize rasa freqüente garantir o crescimento da raiz grácil, que é ruim para todas as plantas. É também a segunda maior causa de problemas de pragas persistem prados (o primeiro é escalpelamento). Regar com freqüência também ameaça as raízes das plantas ficar úmido, o que eles podem apodrecer no térreo. As plantas precisam secar entre as regas.
Sendo assim, percebemos que as nossas ações individuais, como coleta de lixo seletivo, uso moderado e responsável da água, manutenção de nascentes, evitar queimadas urbanas ou rurais desnecessárias, dentre tantas outras atitudes cotidianas e simples, podem fazer uma enorme diferença. Ainda no campo individual, mesmo que direcionada a uma minoria que consome – e consome mal – existe um saudável e apropriado questionamento com relação ao porquê do consumismo desenfreado de produtos que não fazem a menor diferença na qualidade da saúde e da vida de uma pessoa comum: já parou para revisar quantos ‘trecos’ habitam nossas casas que simplesmente ocupam espaço ou que nem nos damos conta que temos?
Em uma visão geográfica, a paisagem abrange aspectos além dos visuais envolvendo também os sentidos. Porém, de acordo com a visão vertical, tudo que incide sobre o que se vê, é considerado por estar em relevo. Portanto, as paisagens englobam os edifícios das cidades modernas, as ruas, praças, os monumentos, além das relações humanas particulares de cada região. Deste modo, todos esses aspectos se tornam importantes pela possibilidade de interpretação e descrição da paisagem atribuindo-a assim um significado e referência.[9]
Ao longo dos anos, outros conhecimentos vêm fazer parte da Geografia Cultural, enriquecendo as pesquisas geográficas que enfatizam a cultura como agente transformador do espaço. São incorporadas diversas referências teóricas e metodológicas, tais como os ramos da filosofia dos significados, da fenomenologia, do materialismo histórico e dialético e das humanidades em geral.
A cultura pode ser vista, também, como o conjunto de manifestações humanas que contrastam com a natureza ou comportamento natural, a soma total dos modos de vida construídos por um grupo de seres humanos e transmitidos de uma geração para outra, ser considerada uma propriedade ou atributo inerente aos seres humanos, ou ainda ser meramente um artifício intelectual para generalizar convenientemente a respeito de atitudes e comportamentos humanos (WAGNER e MIKESELL, 2003).
Encontrei um hostel, consegui guardar a bicicleta de forma segura e subi com dois alforjes uma escadaria estreita de madeira, com os degraus bem curtos. Coloquei tudo no armário do quarto e deitei na cama sentindo um monte de lágrimas escorrendo no rosto. Eu havia acordado, brigado, pedalado 50 km até ali, comido uma banana e meia dúzia de amendoins. Eu estava exausta e nada disso importava mais do que o fato de eu ser uma mulher e mulheres não deveriam pedalar por aí sozinhas… E se o pneu furar? E se a corrente quebrar? E se eu me perder? E se quando me perder um estuprador brotar do chão e…
×